Podcast ao Cubo
Dia das Crianças: O que ver com os pequenos?

Dia das Crianças: O que ver com os pequenos?

Nessa sexta-feira lançamos esse episódio de dia das crianças. Um pouco atrasado, mas porque a pressa de crescer, se todos os dias pode ser o dia dos pequenos. E você mesmo sendo um galalau, pode aproveitar e voltar a ser criança ao lado de seu filho(a), sobrinho(a), irmãos, enfim… Ser criança é belo, mágico e lindo. Então, abrace aquele pequeno que está do seu lado, aumente esse som que hoje é uma festa de Dia das Crianças, então o que ver com os pequenos?

Esse episódio contou com sua anfitriã materna Stephane Vasconcelos, o bebezão Diego Ramon,  e o animador de animações infantis Tiago Batista.

O que ver no Halloween

Cubo do Terror

Em outubro no mês do terror trouxemos esse Cubículo de gostosuras e travessuras para ajudar você, ouvinte, a escolher o que assistir nessa data tenebrosa. Tudo que há de bom e do melhor de terror no cinema, séries com disponibilidade nos melhores serviços de streaming. Tá esperando o que, aumente o som, feche a janela, apague a luz e bons sustos.

Esse episódio contou com seu anfitrião zumbi Diego Ramon. a bruxa/macumbeira Stephane Vasconcelos e o mago tenebroso Matheus Ribeiro.

Por que Miranha faz sucesso

Homem-Aranha: Com grandes poderes…

Existem certos personagens que ganham a graça dos fãs ao ponto de se tornarem icônicos e principalmente produtos vendaveis. Filmes, séries animadas, games, brinquedos, livros, enfim, tudo que é tocado pelo poder do Homem-Aranha vira ouro para os produtores e, talvez, por esse motivo exista essa “guerra” para se ter o domínio do personagem. Nesse Cubo cheio de teias, o Cubocaster Diego Ramon conversa com Leo Albuquerque do Podcast Visse, bem como Salve, Jorge e a Spider-Gabs do PixelUp sobre o porquê do cabeça de teia fazer tanto sucesso. Preparem seus lançadores de teia, aumente o som e vem com a gente! Mas saiba que, com grandes poderes… Vem grandes responsabilidades.

É tiro, porada e bomba

É tiro, porrada e bomba

Umas das maiores certezas quando se fala em sucesso nos streamings é que La casa de papel, da Netflix, é uma das grandes queridinhas desse serviço. Não à toa, foram cinco temporadas para mostrar que esse grupo e seus integrantes com nomes de cidades, roubando a casa da moeda espanhola se tornou um grande fenômeno e roubou também o coração dos espectadores. E para esse episódio, Oslo, Bacurau e Vancouver comentam sobre a série, mais especificamente da primeira parte da última temporada que é tiro, porrada e bomba. Então bota a sua máscara de Dali, aumenta o som da Bela Ciao e vem com a gente!

Na zona das séries antológicas

Na zona das séries antológicas

Nesse cubículo, nossos Cubocasters conversam sobre séries antológicas, ou seja, que cada episódio tem uma narrativa completa, como a queridinha do nosso Matheus, Black Mirror, que fez voltar esse gênero de séries de episódios que podem ou não ter alguma implicação em outros capítulos ou fazer parte do mesmo universo. Então aumenta o som, escolha seu episódio favorito e vem com a gente na zona das séries antológicas. Esse episódio foi apresentado pelo Faustão Matheus Ribeiro, cortando mais que faca Tramontina, a atriz que vive um episódio por vez, Stephane Vasconcelos e, por último, mas não menos importante, Diego Ramon o piadista antológico.

O Sucesso da animação brasileira (Wordpress)

O Sucesso da animação brasileira

A animação brasileira passou por dificuldades assim como a falta de investimento tecnológicos para as produções, como vemos em registros, porém, há grande diversidade de animações brasileiras. Os Cubocasters Diego Ramon, Stephane Vasconcelos e Tiago Batista falam da trajetória dessa arte, que encanta a todos com reconhecimento não apenas aqui, como também festivais fora do Brasil. Portanto, aumentem logo esse som e vem com a gente nesse maravilhoso mundo da animação brasileira.

Acima de tudo acesse nosso Linktree para ter acesso a todos nossos agregadores, assim como redes sociais. Além disso vale lembrar que esse episódio não contém spoilers, sendo de cunho informativo. Ou seja, acesse os links abaixo ou pesquise pela pauta caso queira aprofundar-se no tema.